Apenas...lembrança.

Eles estavam sentados sob a sombra fraca da gigantesca árvore no meio do Parque,o céu cinza ia aos poucos tomando cor,os últimos raios de sol se uniam para se despedirem de mais um dia,o vermelho pairava dentro dos olhos.O vento soprava calmo,e era possível observar a leveza com que as pálidas folhas caiam no chão.Era outono.Era uma lembrança vaga na mente,de um sentimento que mesmo aquiescendo,insistia sempre em dominar meu peito.
Sobre eles pairava a felicidade,talvez aquela fosse a cena de amor mais profunda que eu já tenha testemunhado,era como se nada em volta existisse.
Detive-me a observar a mesma árvore,agora solitária como eu.Assim,sentei e olhei,dancei meus olhos naquela imagem nítida,era como se ainda não a tivesse vivido.Já não era dor o que eu sentia,nem mesmo aquela saudade que corta o peito em mil pedaços.Era apenas lembrança...
Eu poderia esperar até o amanhecer,sentada ali,as pessoas movendo-se o tempo todo,só para esperar você voltar...você poderia voltar? eu não queria mudar nada,eu nunca poderia mudar nada,meu direito apenas é deixar tudo intacto.Fazer você durar o maior tempo possível em meu peito,entre as chamas que ardem cá dentro.Queria respirar teu cheiro 'vezenquando',cheiro doce de menino levado,para apagar o calor de toda a dor que pulsa,anestesiando-a pouco a pouco.
E como se você tivesse escutado meu desejo,o vento trouxe seu cheiro,leve e suave,deslizou por entre meu corpo e respirei fundo,tentei prendê-lo em minhas narinas,para não passar,nunca passar.Mas o tempo encarregou-se de leva-lo consigo,assim como te levou. A cor azul do céu preto,me fez desejar roubar cada estrela do céu,para encontrar você em uma delas.Mas já era tarde,teria que despedir-me dos meus sonhos,encarar a bruta realidade que caia sobre mim agora.Então cantarei uma canção pra você, pra você me sentir aonde quer que esteja,pra saber que te terei dentro do peito,embalando-me por toda a vida.
"Now the sky could be blue could be grey
Without you I’m just miles away
Oh the sky could be blue I don't mind
Without you it’s a waste of time"
Hoje...deixei você crescer dentro do meu peito, imaginei te ter por perto com todas as lembranças. Suspirei toda saudade, respirei tua presença, absorvi tua inexistência, com amor. Apenas.

sica: Strawberry swing- Couldplay

8 comentários:

Jorge Lima disse...

Além de escrever bem, vc faz as palavras não serem cansativas e meladas. Não existe nivel, ou seja, não é programado e técnico. Simplesmente é espontaneo.

Amei!

Ulli Uldiery disse...

Obrigada jorge, que bom que gostou.Volte sempre! :D

Christine Wengrzynek disse...

Nossa seu texto ficou muito bonito, fez bom uso de todas as palavras, passou muito bem o sentimento que o texto expressava, muito bom ;)


Estou seguindo viu? *-*

Stella Rodrigues disse...

Lindo, fiquei pensativa no momento em que a gente sente que nem mesmo o cheiro a gente pode guardar, que o tempo leva e muda tudo ):

halisson_samir disse...

Uh vc brinca com as palavras. Esta otimo :)

Thaís. disse...

Um dos textos mais românticos e belos que eu já li em blogs, parabéns. Beijo, @pequenatiss.

Jean disse...

Adorei seu blog! Você escreve muuito bem!! Às vezes arrisco escrever alguma coisa, fica bom, mas você, é incrível!!
Parabéns!!

Christine Wengrzynek disse...

Tem um desafio pra você né meu blog.

http://cgw-sonhoperdido.blogspot.com/