Prega a dor.


Prega, prega, prega-dor
que o varal da casa é forte
pra aguentar mais esse amor.

Antes isto que a morte
caminhando flor a flor
esperando o único descanso
encanta.dor.

Gota serena,
na pequena, molhada mão
m o r e n a,  m o r e n a
queima, queima a dor dessa paixão.

Um comentário:

Alan Félix disse...

Lindo, o poema lembra um poema que escrevi anos atrás chamado "varal".